PEQUENA ENCICLOPÉDIA DE BERLIM PARA O TURISTA DE LÍNGUA PORTUGUESA
Informações sobre Berlim, os palácios de Berlim e Potsdam, Pariser Platz, Portão de Brandemburgo
.

P                                 A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M|N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

Palácio da República (Palast der Republik): Em 1976 ergueu-se em frente ao Lustgarten, na Schlossplatz, o edifício mais renomado e imponente da RDA : o Palácio da República. O enorme prédio não só cumpriu a função de parlamento e sala de congresso, como também era aberto ao público onde se encontravam diversos restaurantes, assim como um teatro e uma discoteca. A construção foi demolida para dar lugar à reconstrução do Palácio de Berlim.

Palazzo Prozzo : Veja 'Palast der Republik'.

Pariser Platz : Veja 'Praça Paris'.

Paris-Bar : Famoso e luxuoso restaurante de estilo parisiense, onde todos os garçons falam francês e pouquíssima gente, exceto ilustres clientes, consegue aqui uma reserva. As cadeiras são decoradas com histórias de importantes celebridades que puderam saborear as spécialités françaises que o restaurante oferece.

Palácio de Bellevue (Schloss Bellevue) : O Palácio de Bellevue é a primeira residência oficial do Presidente Federal da Alemanha desde 1994, mas foi originalmente construído para o príncipe Frederico Augusto Fernando da Prússia, como residência de veraneio. Está situado no lado oeste de Tiergarten, às margens do rio Spree. Bellevue, palavra francesa com a qual se nomeia o castelo, deve-se à bela vista do Spree, que se divide a partir do Palácio. Além da beleza de sua arquitetura neo-clássica, o palácio ainda possui nos seus arredores, grandes parques e jardins (20 hectares).

Palácio de Charlottenburgo (Schloss Charlottenburg) : Charlottenburgo foi originalmente uma cidade independente, mas hoje forma parte de Berlim. No ano de 1920, devido ao alargamento da cidade de Berlim, Charlottenburgo foi então incorporada à região metropolitana. O castelo, de estilo prussiano, foi construído no ano de 1705 e pertencia à família Hohenzollern. O mais interessante, à visita do castelo, são os jardins barrocos, a parte central, onde se encontram os quartos de Sofia Carlota e Frederico I.

Palácio Ephraim : Uma construção barroca situada no centro de Berlim. Durante as obras de extensão da ponte Mühlendamm, o palácio foi demolido. Uma parte da fachada, entretanto, conseguiu manter-se intacta e conservada até a sua reconstrução em 1983, sendo então integrada à nova obra. O palácio oferece uma parte da coleção do Stadtmuseum Berlim, o museu da cidade, e expõe a cerâmica da Manufatura de Porcelana Real de Berlim, a KPM.

Palácio Novo em Potsdam (Neues Palais) : Esse edifício de enorme dimensão foi erguido por vontade do Rei Frederico II, como residência oficial da nova potência Prussia em 1769. Chama atenção a Grottensaal, por sua decoração em pedaços de minerais, conchas e pedras preciosas.

Palácio das Lágrimas (Tränenpalast) : Assim chamado pelos berlinenses, este palácio situado na fronteira que dividia Berlim em duas partes até a queda do Muro em 1989, na estação situada em Friedrichstrasse. Ficou conhecido por esse nome, por que os habitantes da Berlim Ocidental, durante o tempo em que o muro dividiu a cidade, não podiam ir à parte ocidental para ver seus familiares, e vice-versa, então, tinham de se despedir com lágrimas, ou seja, chorando. Atualmente, o prédio está sendo reconstruído.

Palácio de Sanssouci em Potsdam : Erguido em 1745 pelo arquiteto da corte von Knobelsdorff, seguindo ordens específicas de Frederico II. O edifício, que foi projetado como residência de verão do rei, foi construído em estilo rococó. Seu nome ''sem preocupações'' (Sanssouci) combina perfeitamente com sua função, já que se tratava de um lugar de retiro, música, filosofia e arte. De suas acomodações internas, cabe destacar o salão de mármore e a sala de concertos. Próximo ao palácio se encontram dois edifícios de estilo similar. A leste, a Galeria de Pintura (Bildergalerie) e a oeste as Novas Câmaras (Neue Kammern). Os jardins são de uma beleza e extensão extraordinárias. Entre outras coisas, encontram-se aqui a Casa dos Dragões (Drachenhaus) em forma de um pagode, a Casa de Chá Chinesa (Chinesisches Teehaus), a Casa de Banhos Romanos (Römische Bäder), a Nova Orangerie e o Castelo de Charlottenhof (Schloß Charlottenhof).

Palácio e Parque de Cecilienhof : Foi construído entre 1914-17 como residência do príncipe herdeiro Guilherme da Prússia e sua esposa, a princesa herdeira Cecília de Mecklemburgo-Schwerin. O Palácio ficou famoso no mundo inteiro por ter sido o lugar onde Stalin, Curchill e Truman, os representantes dos aliados vencedores, realizaram as negociações dos aliados e decidiram o futuro da Alemanha, no verão de 1945. O Palácio de Cecilienhof, tombado em 1991 pela Unesco como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, é uma verdadeira herança real.

Pariser Platz : A Praça Paris, com um hectar e meio de superfície, é por sua localização estratégica, um dos pontos mais freqüentados pelos turistas. Está entre a avenida "Unter den Linden", onde esta culmina, passando pelo Portão de Brandemburgo, a partir dele se encontra a Praça 18 de Março, aí começava a Berlim Ocidental. Desde o ano de 1945 até a Reunificação, ficou bloqueada e passou a ser chamada de 'Faixa da Morte', Todesstreifen, o espaço entre os dois muros, cheio de trincheiras, arame farpado, torres de vigilância e cerca elétrica. Com a queda do muro, em 1989, a Praça Paris foi reaberta e o acesso se tornou novamente livre para os pedestres.

Parlamento Alemão (Reichstag / Bundestag).

Pergamonmuseum : Veja 'Museu do Pérgamo'.

Pfannkuchen : É um dos crêpes favoritos dos berlinenses, recheado ou com geléia de frutas ou com ameixa, chocolate ou licor de ovo. Conta-se que o crêpe foi preparado pela primeira vez em 1758. Também é chamado de 'Berliner'.

Pfaueninsel : Veja 'Ilha dos Pavões Reais'.

Philharmonie : Veja 'Filarmônica'.

Pinacoteca (Gemäldegalerie) : Veja 'Fóro Cultural'.

Plötzensee : Nome de um lago situado no bairro de Wedding. Entre os anos de 1933 e 1945 foi um centro penitenciário, onde 2.500 mulheres, crianças e homens foram aniquilados. Ao lado do Hüttigpfad, encontra-se um memorial que presta homenagem ao triste acontecimento.

Potsdam : Potsdam é a capital do estado federal de Brandemburgo e forma parte da área metropolitana de Berlim. Potsdam é uma cidade palaciana, conhecida por ser a cidade onde residiram os reis da Prússia até o ano de 1918, e também pelos seus inúmeros palácios, parques, canais interconectados através da cidade e por suas inigualáveis paisagens. Além disso, Potsdam conta com um dos centros de produção cinematográfica mais importantes da Europa. No distrito de Babelsberg, encontra-se o Filmstudio Babelsberg, um estúdio de grande valor histórico.

Potsdamer Platz : Desde finais do século XIX e sobretudo do século XX, esta praça foi uma zona de intensa atividade cultural e comercial. A Segunda Guerra Mundial causou, como no resto da cidade, imensos estragos e esta área ficou totalmente devastada. Depois da construção do muro, transformou-se em terra de ninguém. Com a queda dele e devido a grande expansão da área levou-se a cabo um projeto grandioso de construção.

Prefeitura Vermelha : A Prefeitura Vermelha, conhecida em alemão por 'Rotes Rathaus', está situada na Rathausstrasse e recebeu esse nome devido à fachada em tijolo vermelho. O edifício foi construído entre os anos de 1861 e 1869, inspirado no estilo puramente medieval. Depois de ter sido parcialmente destruída na II Guerra Mundial, foi reconstruída entre os anos de 1951 e 1956. Atualmente é o edifício do Senado (Governo) de Berlim.

Prenzlauer Berg : Era um antigo município situado na parte leste de Berlim. Em 2001, depois da fusão dos municípios de Pankow e Weißensee, os 3 passaram a formar parte de um novo bairro, que recebeu o nome de um dos bairros unidos, Pankow. A partir de 1990, o bairro começou a atrair gente jovem, artistas, universitários, músicos e boêmios que, com seu estilo de vida alternativa, dão ao bairro um especial ar juvenil.

Preussen : Veja : História de Berlim.

Preussischer Kulturbesitz : Muita gente se pergunta a respeito da real existência da Prússia, se ela realmente existiu. O que é então essa ''propriedade da cultura prussiana''? Trata-se de uma fundação, criada em 1959 para reunir todos os tesouros artísticos que restaram após a dissolução de controle feita pelos aliados, em 1947. Essa associação abarca muitos dos museus berlinenses sob o nome de Staatliche Museen zu Berlin-Preußischer Kulturbesitz.

Prinzessinnenpalais : O Palácio das Princesas, situado na avenida Unter den Linden, foi um palácio da família Hohenzollern desde a sua construção até 1918, quando distintas famílias dos governantes prussios lá se instalaram. A partir de 1931, alguns cômodos foram modificados a fim de abrigar o Schinkel-Museum. O parapeito da escada possui grande valor histórico, pois se salvou das ruínas do castelo após a II Guerra Mundial. À sua reconstrução incorporou-se um novo palácio. Atualmente, encontra-se lá o "Opernpalais Unter den Linden" com diversos estabelecimentos gastronômicos.

Prússia : Veja História de Berlim.

Pontes de Berlim : Costuma-se dizer que Berlim tem mais pontes que Veneza, em torno de mil, porém há de se levar em conta a proporção da cidade.

Portão de Brandemburgo : Situado no centro de Berlim, é o símbolo mais representativo da cidade. Esse monumento foi testemunho de numerosos acontecimentos históricos e também um marco tanto da divisão como da unificação da Alemanha. O Portão foi construído entre 1788-91 por Karl Gotthard Langhans, que se baseou nos edifícios clássicos de Atenas. A escultura da quadriga foi acrescentada por Johan Gottfried Schadow, em 1794. Representa a deusa da Vitória, montada em uma biga puxada por quatro cavalos. Em sua origem, era uma das entradas da cidade imperial. Seus arcos viram passar, desde as tropas de Napoleão, desfiles nazistas até os tanques russos. Durante a II Guerra Mundial foi severamente destruído. O Muro de Berlim o deixou em terra de ninguém, entre o limite da Berlim Oriental e o Muro. Desde a queda do Muro, em 1989, tornou-se o símbolo mais destacado da reunificação do país.

Aceitar

Usamos cookies. Este site tem alguns cookies que aprimoram a sua experiência de navegação. Ao utilizar o site você concorda com nossa política de cookies e privacidade